Agricultura FamiliarPolítica

Vereadora Maria Elena inicia debate para transformar a manta caprina em patrimônio cultural de Petrolina

Cinara Marques, Portal Tribunna

Vereadora com os colegas vereadores e os convidados da tribuna livre

Na sessão da Câmara de Vereadores de Petrolina, no sertão pernambucano, realizada nesta terça-feira, 20, o chefe geral da Embrapa Semiárido, Pedro Gama, fez uso da Tribuna Livre, a convite da vereadora Maria Elena de Alencar, PRTB, que teve seu requerimento subscrito pelo colega, o vereador líder do governo na Casa, Aero Cruz, PSB. Pedro Gama veio explanar sobre o estudo de um grupo de pesquisadores representantes de várias instituições e entidades de criadores de caprinos local que visa tornar a manta caprina, patrimônio cultural de Petrolina.

“É a forma de valorizar um patrimônio nosso, dessa carne processada e tão apreciada no nosso Bododrómo. Uma vez reconhecido esse patrimônio cultural, potencializaremos toda a cadeia. Esperamos ter a aprovação aqui da Câmara, pois a partir desse reconhecimento, vem junto a valorização e a ampliação dessa cultura”, disse Pedro Gama, lembrando que depois da fruticultura, a caprinovinocultura é a segunda principal cadeia econômica da região.

“E resistente e de uma grande capacidade de resiliência. Sofreu cinco anos de seca, e se Deus quiser com a volta das chuvas já projetadas para se normalizar nos próximos anos, teremos nesse momento, essa retomada da atividade e valorização da cultura. Esse projeto então chega como ponto de partida para retomar e fomentar ainda mais a atividade”, acrescentou o chefe geral da Embrapa Semiárido.

Pedro Gama e os pesquisadores do estudo da manta caprina

O veterinário e profundo conhecedor da cultura caprina no vale do São Francisco, Clovis Guimarães, completou afirmando que a certificação e a valorização com a transformação da manta caprina em patrimônio cultural, é um reconhecimento que irá fortalecer a união dos que vivem dessa atividade em Petrolina e seu entorno.

“Vai poder estimular e conseguir que o nosso produtor se organize, melhore o produto dele para que juntos, eles possam melhorar de vida”, frisou o pesquisador.

Uma das receitas mais apreciadas pela gastronomia sertaneja, a manta caprina é a carne de bode salgada, retalhada e seca, pronta para o consumo e que é bastante apreciada pelos petrolinenses e pelos turistas que sempre que visitam Petrolina, colocam no roteiro uma visita ao Bododromo, centro gastronômico com restaurantes que têm como item principal do cardápio a carne caprina. A vereadora Maria Elena afirma que transformar a manta caprina em património municipal, ajudará a expandir ainda mais o produto e trará inúmeros beneficiamentos para a cadeia produtiva local.

VALORIZAÇÃO

“Vamos seguir o exemplo de municípios como Afrânio que já transformou o seu doce de leite em patrimônio, por isso convidei os técnicos da Embrapa Semiárido, na pessoa do chefe geral Pedro Gama, para que viessem hoje à Tribuna Livre da Câmara de Vereadores, explanar sobre o estudo que fizeram, uma pesquisa de 10 anos, e que vai virar projeto de lei, transformando a manta caprina de Petrolina em

Discussão movimentou sessão da Câmara

patrimônio cultural de nossa cidade”, comentou a vereadora.

Maria Elena acrescenta que os próximos objetivos do grupo com o seu apoio e de todos que fazem a Casa Plínio Amorim, são conquistar a certificação para que essa conquista possa virar lei e tornar a manta caprina, patrimônio da gastronomia da região.

“Além da Embrapa, houve a participação de representantes dos demais integrantes do grupo de estudo. A conquista desta lei contará com total apoio de nossa casa legislativa e sem sombra de dúvidas, do nosso prefeito Miguel Coelho”, salientou Maria Elena de Alencar.

Além da Embrapa Semiárido, a pesquisa para valorizar a manta caprina que é um dos cartões postais de Petrolina, envolve ainda, Univasf, IF-Sertão, Adagro, Vigilância Sanitária, Secretaria de Cultura, Turismo e Esporte, IPA, Sebrae, Senar, UFPB, INSA, Codevasf e associações de criadores e produtores locais.

“A certificação e aprovação do projeto de lei tornando a manta caprina patrimônio cultural do município, trarão imensos benefícios de ponto de vista da qualificação do rebanho e também econômico, permitindo que a nossa carne caprina passe a ser consumida em todo o Brasil e até fora do país também”, finalizou a vereadora Maria Elena. (Com fotos de Jean Brito)

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar