PernambucoPolítica

“Política não pode ser feita fechando portas”, disse Lucas com relação a chegada de Antônio na ALEPE

Por Jean Brito – Portal Tribunna (jeanbritocomunicacao@gmail.com/redacaotribunadoestado@gmail.com)

Com a estreia de Antônio Coelho (MDB-PE), na política, após conseguir por meio do voto uma vaga de deputado estadual por Pernambuco em 2018, parece que no tabuleiro da política sertaneja já há um embate interno sobre como será ministrado o mandato de Antônio na Alepe (Assembleia legislativa de Pernambuco) a partir de 2019.

O deputado Lucas Ramos do PSB –PE que foi reeleito para o segundo mandato no Legislativo Estadual, conta que no 1º biênio, como deputado estadual quando tomou posse em fevereiro de 2015, até o dia 31 de janeiro de 2016, ele e o deputado estadual e hoje atual prefeito de Petrolina Miguel Coelho (irmão de Antônio), tiveram uma convivência ‘amigável’ dentro da Alepe, e juntos debateram assuntos que ajudaram a desenvolver a região do Sertão, bem como, Pernambuco por inteiro.

Questionado pela reportagem do Tribunna sobre como será a relação política entre ele e o filho do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), Lucas ressaltou que mesmo militando em campos opostos diz esperar uma relação cordial do novo deputado, de 23 anos, formado em Economia.

“O que posso esperar da chegada de Antônio Coelho é a mesma condição (amigável), claro que nós estamos em campos de oposição, e isso vai acirrar as discussões lá dentro (na Alepe). Mas tenho certeza que os posicionamentos e as propostas que Antônio apresentar e que forem de interesse de Pernambuco, terão meu apoio. Acho que política não pode-se fazer fechando portas”, pontuou o deputado estadual Lucas Ramos.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar