LocalPernambuco

Salvador/BA: Geraldo Júlio defende atitudes concretas contra crise climática

Prefeito do Recife foi palestrante na Semana do Clima da América Latina e Caribe, realizada na capital baiana até esta sexta, 23

À frente da presidência do ICLEI América do Sul, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, fez uma palestra, nesta sexta-feira (23), durante a Semana do Clima da América Latina e Caribe, em Salvador/BA. O evento, idealizado pela Organização das Nações Unidades (ONU), é preparatório para a COP 25, no Chile e acontece na capital baiana desde a última segunda (19) e está reunindo lideranças de todo o mundo sobre o tema.

Na Plenária dos Prefeitos, realizada dentro da programação, Geraldo assinou um termo de compromisso pelo futuro dos oceanos. Também foram signatários os prefeitos de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto, de São Paulo, Bruno Covas, de Manaus, Arthur Virgílio, de Campinas, Jonas Donizete, de Curitiba, Rafael Greca e a prefeita de Arima (Trinidade e Tobago), Lisa Morris-Julian. Ainda durante o evento, o prefeito Geraldo Julio teve encontro bilateral com representantes da União Europeia, como presidente do ICLEI para a América do Sul, para tratar de fontes de financiamento para projetos sustentáveis para governos locais.

“A Semana do Clima está reunindo pessoas de 93 países para que possamos discutir o enfrentamento à crise climática e as consequências disso tudo na vida das pessoas e buscarmos atitudes concretas. Tive a oportunidade de participar de um painel com o Banco Mundial e organismos internacionais para discutir o financiamento de ações direto com os municípios e tive oportunidade de participar de um outro painel com lideranças políticas para que a gente possa cada vez mais colocar essa pauta da crise climática na vida de todo mundo”, afirmou o prefeito.

O evento surge como oportunidade para governos locais ampliarem a visibilidade das ações que estão sendo lideradas nas cidades com propostas inovadoras relacionados ao clima. Geraldo foi indicado pelas demais cidades participantes do ICLEI para liderar o Conselho Regional da América do Sul pelo pioneirismo e efetividade de políticas públicas desenvolvidas no Recife na área de sustentabilidade, em especial no controle e redução da emissão dos Gases do Efeito Estufa e no enfrentamento às Mudanças Climáticas.

“São necessárias atitudes concretas, precisamos da redução das emissões, precisamos cuidar melhor do nosso planeta para que essas consequências que a gente está vendo na vida das pessoas todos os dias, como alagamentos, deslizamentos, mudanças na temperatura, e tragédias climáticas que acontecem no mundo inteiro, elas possam ser tratadas. Para isso, precisamos da atitude de todos”, grifou Geraldo.

Participaram do painel com o prefeito Geraldo Julio autoridades de vários lugares do mundo que atuam no enfrentamento às mudanças climáticas. Marcaram presença Neeraj Prasad, Gerente de Prática da unidade de Mercados de Carbono e Inovação do World Bank’s Climate Change Group, Patricia Campos, Vice-diretora de mudança climática e ministra do Meio Ambiente e Energia da Costa Rica, Cayetano Casado, Especialista Regional de Engajamento do País para a América Latina e Caribe, Gianluca Merlo, representante do Programa de Apoio NDC, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento e Ana Bucher, Especialista Sênior em Mudanças Climáticas, do World Bank Group.

INVESTIMENTO

Durante o encontro, o prefeito teve uma reunião com a gerente de projetos do Programa EuroClima+ da União Europeia, Stephanie Horel, e representantes do Fundo Latin America Investment Facility (LAIF). O objetivo foi discutir um cronograma do trabalho para facilitar o acesso dos governos locais a financiamentos.

“Tivemos a chance de ter esse encontro com representantes da União Europeia, que nos convidaram para fazer uma discussão sobre parcerias que eles querem fazer com municípios brasileiros. Tive oportunidade de traçar um calendário de trabalho e, com certeza, não só o Recife, mas outros municípios terão oportunidade de fazer essa parceria, que vai trazer metodologia, tecnologia e também financiamentos internacionais”, explicou o prefeito.

O EuroClima+ da União Europeia é um programa de cooperação entre Europa e América Latina e vai focar as próximas rodadas de projetos nas temáticas de governos subnacionais. O LAIF visa promover investimentos adicionais e infra-estruturas importantes nos setores de transporte, energia e meio ambiente, bem como apoiar o desenvolvimento do setor privado nos países da América Latina. A intenção é promover um diálogo entre Recife e estas duas iniciativas para mapear oportunidades de 12 financiamento para cidades.

AÇÕES NO RECIFE

São desenvolvidas no Recife ações e políticas de enfrentamento e adaptação às mudanças climáticas há mais de seis anos. O modelo de gestão atual tem foco na execução e implementação do planejamento da cidade e trata o tema da sustentabilidade como eixo central de agenda.

O Recife faz parte do projeto Urban-LEDS II, cujo objetivo é acelerar a ação climática por meio da promoção de Estratégias de Desenvolvimento Urbano de Baixo Carbono, implementado pelo ICLEI e ONU-Habitat e financiado pela Comissão Europeia.

Em abril de 2014, o Recife sancionou a Política de Sustentabilidade e de Enfrentamento das Mudanças Climáticas, que estabelece instrumentos para a implementação, em nível municipal, de ações sustentáveis e de enfrentamento ao fenômeno do aquecimento global. No início de 2015, foi lançado o 1o Inventário de Emissão de Gases de Efeito Estufa da Cidade do Recife.

Em novembro de 2015, a prefeitura instituiu o Decreto Nº 29.220, que estabelece as metas de mitigação das emissões de gases de efeito estufa para os anos de 2017 e 2020. Já em dezembro de 2016, o município lançou o Plano de Redução de Emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE) – Recife Sustentável e de Baixo Carbono.

Redação

Com Impresna Recife

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar