LocalPernambuco

Hospital Dom Malan promove atividades pelo ‘Novembro Roxo’, o mês da prevenção a prematuridade

O “Novembro Roxo” é o mês de alerta e prevenção para a prematuridade. Como hospital de referência em alto risco, o Hospital Dom Malan/IMIP não poderia ficar de fora dessa campanha e comemorou a data nesta terça-feira (19) com uma ação dedicada às mães de prematuros.

A atividade foi preparada pela equipe de saúde do Alojamento Canguru e do Banco de Incentivo e Apoio ao Aleitamento Materno (Biama), e aconteceu no espaço de convivência próximo a Casa de Apoio.

“Pensamos em um jogo educativo, onde elas pudessem trocar experiências e tirar dúvidas. O resultado foi fantástico e nós percebemos que estão todas muito bem afiadas”, ressaltou a enfermeira gerente do Canguru, Ingrid Melo.

No jogo de perguntas e respostas questões relacionadas a higiene do recém-nascido, aleitamento, cuidados, calendário vacinal e outras questões de saúde. “Elas precisam entender que o prematuro é um bebê ainda em formação e que requer cuidados especiais. Mas, pareceu que isso elas já tiram de letra”, constatou a profissional.

Após a parte “difícil” veio o bônus: As participantes puderam disputar um sorteio de brindes. “A gente sempre busca fazer algo lúdico e os presentinhos são uma contribuição da equipe que sempre arrecada mimos para momentos como esse. É apenas um carinho, pois o que ficar de valor mesmo é a informação”, destaca a enfermeira gerente do Biama, Kaliane Medeiros.

Diversos são os fatores que podem levar a mulher a um parto antecipado. Mas, graças aos avanços da medicina, hoje já é possível prevenir a maioria dos riscos. Com os devidos cuidados é possível, inclusive, garantir um desenvolvimento saudável para as crianças que nascem prematuras.

Neste cenário, o Novembro Roxo surgiu justamente para levar informações à população a respeito das causas, riscos, consequências e medidas essenciais. “Medidas simples podem salvar vidas e garantir o bem-estar do bebê e da mãe. Portanto, informe-se e busque sempre os serviços de saúde”, orientam as enfermeiras.

Redação Portal Tribunna com ASCOM

redacaotribunadoestado@gmail.com

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar