BahiaLocalPernambucoPolítica

Com áudio: Professores temporários realizam primeira assembléia da associação da categoria

A APPVALE, Associação de Pedagogos e Professores do Vale do São Francisco, terá como membros além dos professores, todos os profissionais contratados que trabalham na área da educação.

Diante de vários casos de demissões inesperadas, mesmo com contratos vigentes, professores e pedagogos de Petrolina, sertão do estado, e Juazeiro, no norte baiano, que não integram a rede como efetivos/concursados e sim como contratados temporariamente, resolveram de uma vez por todas criar uma entidade para representá-los legalmente e assim, terem seus direitos respeitados.

É a  APPVALE – Associação de Pedagogos e Professores do Vale do São Francisco. A entidade vai representar todos os profissionais que atuam na educação, não só os professores.

Nesta sexta-feira, 31, foi realizada a primeira assembleia da associação no plenário da Câmara de Vereadores de Petrolina. Segundo Cristiane Rodrigues, presidente da APPVALE, a entidade vai representar os profissionais de todas as cidades que estão próximas à Petrolina e Juazeiro.

“Nós não temos representatividade. Os sindicatos não podem nos defender e por isso, diante dessa necessidade, dos professores temporários terem os contratos rompidos antes da hora, sem direitos nenhum trabalhista, sem direitos legais, contrato unilateral que não tem nenhum benefício ao professor que é temporário”, relatou Cristiane..

Primeira diretoria da APPVALE

Na assembleia ficou definido que a partir de março, os integrantes da associação irão contribuir com uma taxa  mensal de R$ 20,00 que será para arcar com os custos da entidade como a contratação de uma assessoria jurídica e demais despesas da APPVALE. A sede será em Petrolina com subsede em Juazeiro.

“Nos não pensamos com visão de galinha, mas com visão de águia. Vamos, todos juntos, alcançar a força que nossa categoria merece e não mais ficar sem ter representação legal para fazer valer nosso direitos profissionais”, disse Cristiane, lembrando que professores efetivos e da rede privada poderão também fazer parte da nova entidade representativa de profissionais da educação da região.

Ouça a nossa entrevista com Cristiane Rodrigues que dá mais detalhes do funcionamento, os próximos passos e como ingressar na APPVALE:

 

 

Por Cinara Marques

Portal Tribunna

Da redação

 

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar