Política

‘Irmãos Cruz’ (Alvorlande, Aero e Albericone) recebem na Câmara o ex-gerente regional da Compesa, Dr. Anchieta. Durante o encontro, Alvorlande fez uma análise do crescimento e desenvolvimento de Petrolina

Os vereadores Alvorlande e Aero Cruz, e o irmão deles, Albecirone Cruz, receberam nesta manhã de segunda-feira, 27, na Câmara Municipal, o engenheiro Dr. Anchieta, ex-gerente regional da Compesa em Petrolina no período de 1979 a 1987.

Alvorlande que já foi chefe do escritório de operações, subgerente comercial da Companhia, e seu irmão, Albericone Cruz, ex-subgerente administrativo, ex-chefe do escritório de operações, trabalharam juntos com Dr. Anchieta quando Petrolina era responsável pela regional até Araripina, cobrindo cidades como Afrânio, Ouricuri, Bodocó, Orocó, Santa Maria da Boa Vista, Cabrobó, e os ex-distritos e hoje as cidades de Lagoa Grande e Dormentes.

Segundo Alvorlande, Dr. Anchieta contribuiu muito com o abastecimento de água e esgotamento sanitário na região de Petrolina, a exemplo dos bairros José e Maria (que na época tinha 10 mil habitantes, hoje são mais de 30 mil habitantes); Vila Eduardo, Ouro Preto, Cohab Massangano, Ipsep 1 e 2, Areia Branca, e na área central da cidade como os bairros Gercino Coelho, Km 2, Vila Mocó, quando Petrolina tinha aproximadamente, cerca de 90 mil habitantes.

Na época, o abastecimento era feito apenas pelo reservatório central com capacidade para 3 milhões de litros e outros reservatórios menores: um no centro, próximo ao banco Bandepe, na época, e outro no bairro Gercino Coelho.

Conforme o vereador Alvorlande Cruz, de lá pra cá, Petrolina deu uma sacudida forte, graças a sua força política e a visão de futuro de homens como Nilo Coelho, Dom Malan, o empresário Paulo Coelho, o eterno deputado Osvaldo Coelho, ex-prefeitos e ex-deputados estaduais, Geraldo Coelho e Diniz Cavalcante, ex-prefeito Guilherme Coelho, o também ex-prefeito, deputado, ministro e hoje senador da República, Fernando Bezerra Coelho, entre outros nomes que impulsionaram o desenvolvimento econômico de Petrolina..

“Isso foi possível através da fruticultura irrigada, da manga e da uva, de muitos empreendimentos, comércio, construção civil, gerando emprego e renda na região. E ainda como polo da agricultura, pecuária, da caprinovinocultura, polo gastronômico, dos festejos juninos, graças  a essa força política  que ajudou  a sacudir esse grande polo”.

O vereador destaca que Petrolina em 1980 era a 11ª cidade do estado. “Hoje graças a sua força política, passou a ser a 5º cidade em Pernambuco, atrás apenas do Grande Recife, e das cidade de Jaboatão dos Guararapes, Olinda e Caruaru”.

Alvorlande Cruz lembra que esse crescimento se deu numa cidade que já teve quatro senadores (Nilo Coelho, Mansueto de Lavor, José Coelho e Fernando Bezerra Coelho), uma representação fortíssima no Congresso Nacional (deputados federais Fernando Filho e Gonzaga Patriota), vários deputados estaduais e dois ex-ministros (senador Fernando Bezerra, ex-ministro da Integração Nacional e o deputado Fernando Filho, ex-ministro de Minas e Energia). Na Assembleia Legislativa, Petrolina conta hoje com três deputados estaduais.

Os irmãos Cruz: Alvorlande, Aero e Albecirone com Dr. Anchieta (Foto: Divulgação)

PLANO DIRETOR

Petrolina hoje possui com base na última Pnad (Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio) , órgão auxiliar ao IBGE, 349. 145 mil habitantes, dados de julho de 2019. Caruaru, no agreste, tem 361. 118 mil habitantes, a diferença entre as duas maiores cidades do interior do estado é de 11.973 mil habitantes.

Com a pujança da administração que teve maior impulso em 1995, ano do centenário de Petrolina no primeiro governo do ex-prefeito hoje senador Fernando Bezerra que teve como marco a construção de 200 obras, sendo 100 na cidade e 100 no interior, a exemplo da duplicação das grandes avenidas Monsenhor Ângelo Sampaio e da Integração, construção do Centro de Convenções e do River Shopping, tendo continuidade nos anos seguintes.

 Agora, com o prefeito Miguel Coelho, diz Alvorlande, um verdadeiro tocador de obras, num futuro bem próximo, Petrolina será a quarta cidade do estado de Pernambuco, podendo chegar a ser a terceira maior cidade do estado.

Por isso, Alvorlande Cruz avalia a necessidade “de apreciarmos o plano diretor da cidade que o prefeito Miguel Coelho já contratou uma empresa especializada para a sua elaboração”.

O vereador Alvorlande frisou que existe a necessidade de aprovar o projeto de zoneamento apara ampliar os limites urbanos do município que hoje, na sua área urbana, vai da cabeceira da Ponte Presidente Dutra até o Projeto Massangano, na zona oeste, e o Porto da Ilha, na zona leste, conforme a Lei 003/1984.

Foto: Cidade em Fotos

Alvorlande explica que quanto maior a área urbana, “mais traremos investimentos e empreendimentos para a nossa região, tendo em vista que as outras cidades estão com seu crescimento, praticamente estagnado, crescendo de forma apenas verticalizada, por falta de espaço urbano, a exemplo do grande Recife”, disse o vereador.

“Precisamos da revisão dos parâmetros urbanísticos como também do Código de Postura e de Obras para disciplinarmos os empreendimentos para que cresçam de forma ordenada. Com a pujança do Governo Novo Tempo, do prefeito Miguel Coelho e sua equipe que vêm sacudindo esse município, através do asfaltamento, calçamentos, contemplando mais de 500 ruas, viadutos que já estão em andamento, melhorias e reformas em Unidades Básicas de Saúde, implantação do ensino de tempo integral, novo sistema de transporte urbano, regularização fundiária que já entregou mais de 5 mil título de posse de moradias e urbanizando as vilas irrigadas, com certeza, nos próximos anos, seremos a terceira cidade de Pernambuco”, concluiu o vereador Alvorlande Cruz.

“Porque aqui é Petrolina, terra dos impossíveis, cidade da prosperidade”.

 

 

 

 

 

Portal Tribunna – da redação

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar