ColunasNotícias do ParlamentoPolítica

Lei da vereadora Maria Elena se antecipou a nova legislação federal, beneficiando a população autista de Petrolina/PE

A Lei Nacional que começou a valer este mês, foi votada pelo Congresso no ano passado e sancionada por Jair Bolsonaro, mas Petrolina já tem essa lei desde 2018.

A vereadora Maria Elena de Alencar, do PRTB de Petrolina (sertão de PE), ficou muito feliz em ver que o Governo Federal colocou para ser obedecida, a nova lei de identificação para pacientes autistas e assim eles terem prioridades em serviços público federais. A vereadora lembrou que a lei federal que passa a valer a partir de janeiro, em Petrolina já é lei municipal desde 2018.

Segundo Maria Elena,  ela teve aprovado o projeto que se transformou em lei, criando uma carteira  municipal de identificação de pacientes autistas para que tivessem prioridades em serviços públicos do município e a aprovação da Câmara foi unanime..

“Saímos na frente, Petrolina, como sempre, se antecipando aos problemas que dizem respeito à sociedade e esta lei destinada aos autistas, foi uma das leis que apresentei nesses cinco mandatos, de grande satisfação. Fiquei muito feliz em apresentar e ver aprovado nosso projeto que virou lei, diante de tantos casos que chegava e recebia em nosso gabinete ou através de nossos contatos, colocando esse problema na prioridade para os pacientes autistas”, detalhou a vereadora.

Maria Elena salienta que quem primeiro lhe provocou foi a mãe de uma criança autista que a pediu para estudar o assunto e apresentar um projeto de lei sobre o tema, garantindo prioridade ao pacientes do TEA (Transtorno do Espectro Autista).

“Foi exatamente essa jovem, Aline, mãe de Davi que apareceu numa reportagem sobre a nova lei que virou federal, mostrada no jornalismo da TV Grande Rio aqui de Petrolina, que me trouxe essa demanda. Muito grata por ter sido esse instrumento de fazer existir lei tão importante”, acrescentou a vereadora Maria Elena.

DATAS

A Lei Nacional que começou a valer este mês, foi votada pelo Congresso no ano passado e  sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro no final de 2019, conforme informou Maria Elena. Petrolina já tem essa lei desde 2018.

“O prefeito sancionou e agradeço imensamente, a sensibilidade dele diante desse tema”, concluiu  a vereadora Maria Elena de Alencar.

 

 

 

 

Por Cinara Marques

Portal Tribunna – redação

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar