EleiçõesPolítica

Em café com a imprensa, Julio Lóssio desconversa sobre pré-candidatura, mas solta o verbo contra o que chama de uma “Petrolina sem vida” que tem sido a marca da gestão do Governo Miguel Coelho

Lóssio frisa que as eleições são muito disputadas em Petrolina e por isso, a definição do pleito só deverá ocorrer mesmo no segundo turno

#Eleições2020 – Sempre com seu característico bom humor quando estar com os profissionais de imprensa de Petrolina (sertão de PE) e região, o ex-prefeito Julio Lóssio, PSD, não confirmou no café da manhã deste sábado, 1º, se irá para sua terceira disputa à Prefeitura de Petrolina.

“Uma coisa é certa. O nosso grupo estará sim no jogo. Quanto ao nome, só haverá uma definição mais pra frente”, desconversou o ex-gestor petrolinense.

Mas, apesar de não divulgar que o nome será o dele, as respostas dadas às perguntas dos jornalistas e demais profissionais de imprensa presentes, deixaram evidente que Lóssio está como se diz o ditado ‘com a faca nos dentes’ para disputar mais uma vez a Prefeitura e mostrar a realidade do Governo Novo Tempo comandado pelo prefeito Miguel Coelho, MDB.

Julio soltou mesmo o verbo e disse que alguém precisa voltar a tornar “Petrolina uma cidade viva”. “Essa obsessão por asfalto”, criticou. Sobre a Codevasf de Petrolina investir recursos na cidade em detrimento da área irrigada, outro questionamento na entrevista, Julio tachou a ação de “obra eleitoreira”..

“A Codevasf deveria estar se preocupando em levar água tratada e saneamento para a área irrigada. Eu fiz muito nas vilas irrigadas. Implantei a coleta do lixo que não existia, levei iluminação para as entradas das vilas que eram só escuridão, quadras de esportes. É muito estranho esses recursos estarem sendo investido só em asfalto na cidade. Pra mim é obra eleitoreira”, disse o ex-prefeito.

Ele ressaltou que foi o prefeito que mais fez pavimentações e um governo também preocupado com a área social. Julio citou como exemplo de investimentos sociais de sua gestão, o programa Nova Semente e o primeiro lugar da educação no Ideb (índice de Desenvolvimento da Educação Básica) que ele frisa, Petrolina obteve.

“E não começou comigo. Pegou uma ascensão já de Odacy ( o ex-prefeito Odacy Amorim que antecedeu Júlio) e passamos 10 anos sendo o primeiro matematicamente falando, no Ideb. Hoje esses números estão muito ruins e o prefeito deveria observar bem isso”, aconselhou Lóssio.

SEGUNDO TURNO

O ex-prefeito também rebateu a tese dos aliados do prefeito Miguel Coelho que vêm procurando propagar que a eleição em Petrolina pode ser concluída em um turno só, diante do grande volume de obras que a gestão vem apresentando.

A partir desse ano, Petrolina que possui o quinto maior colégio eleitoral do estado, terá segundo turno caso o vencedor do primeiro turno não conquiste 50% mais um dos votos válidos. Júlio lembrou que as eleições historicamente em Petrolina, são muito disputadas, e por isso, é muito difícil  não haver dois turnos no pleito municipal local.

Julio ainda fez críticas à forma de governar do prefeito Miguel Coelho e acusa o grupo atual que administra a cidade, de perseguir quem não for de encontro a sua forma de governar. Ele citou exemplos na área de comunicação. Um deles foi de unho pessoal: uma campanha de outdoor para a sua empresa Oftalmo Laser.

Outro exemplo que chegou ao seu conhecimento, conforme destacou o ex-prefeito, diz respeito  ao ex-deputado e presidente do IPA, Odacy Amorim. Os donos das empresas de outdoor não puderam exibir tais campanhas e “o pânico entre essas pessoas é grande”, revelou Julio.

“A oligarquia que governa a cidade, produz um certo temor nas pessoas. Elas não devem continuar aceitando isso, senão daqui a pouco estarão levando chicotadas. Comigo isso não existia”, acrescentou.

A reportagem continua com outros pontos da entrevista de Lóssio nos próximos posts.

A entrevista em vídeo pode ser conferida em nossa página no facebook em nossa #LiveTribunna. Para achar nossa página no face, você pesquisa com o nome Tribunna Jornal. Mas, iremos postar o vídeo aqui também.

 

 

 

 

Por Cinara Marques

Portal Tribunna – da redação

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar