Bastidor (Cinara Marques)ColunasPolítica

Pela vida, governadores, prefeitos e instituições como CNBB, OAB e ABI, enviam notas ao ‘capitão’ Bolsonaro e pedem que ele pare de confundir a população na luta contra o Coronavírus no Brasil

BASTIDOR por Cinara Marques

A gente começa nossa coluna BASTIDOR deste sábado, 28, lamentando profundamente o desserviço que o ‘capitão’ presidente Jair Bolsonaro, faz ao Brasil. Num ato inconsequente, Bolsonaro resolveu bater de frente com governadores e prefeitos que trabalham diuturnamente, para seguir todas as normas e recomendações das autoridades do Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde (OMS), para que o País não se transforme numa Itália e ou Espanha que por atrasarem as medidas de isolamento social, dispararam os casos do Coronavírus nos dois países que amargam atualmente estatísticas dignas de um cenário de guerra.

A doença dizima dia a dia milhares de pessoas por lá. Só na sexta, 27, foram mais de 900 mortos por dia na Itália. Neste sábado, 28, a Espanha, contabilizou mais de 800 vítimas do Covid-19, num único dia.

No Brasil, a guerra é justamente para evitar esse quadro estarrecedor e triste em dois dos principais países da Europa, Desde quinta que o presidente vai em direção contrária ao recomendado pelas autoridades de saúde e ainda por cima, uma campanha nas redes sociais, que custou cerca de R$ 5 milhões, adotou o slogan ‘O Brasil não pode parar’. O vídeo circula em redes sociais, o valor pago está sendo investigado se veio dos cofres do governo federal, contratados sem licitação, devido ao decreto de calamidade pública.

Partidos de oposição já solicitaram a retirada do ar da campanha que só prejudica as ações de combate ao avanço da Covid-19 no país. Cartas de governadores, Frente dos Prefeitos e entidades como a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e ABI (Associação Brasileira de Imprensa), foram enviadas ao presidente, alertando para a responsabilidade que ele tem nesse momento de risco mundial contra a população do Brasil e do mundo.

Nesta sexta, 27, até o ‘amigo’ de Jair Bolsonaro, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se rendeu ao perigo dessa pandemia que tem parado o mundo há um mês. Trump usou sua conta no twitter e pediu que os americanos ficassem em suas casas. Os EUA é atualmente o país com o maior número de contaminações pelo Coronavírus no mundo.

Portanto, caro ‘capitão’, o povo brasileiro não vai se render aos seus argumentos toscos e se jogar numa insensatez paranoica sua. Ficar em casa, fugir das aglomerações e obedecer as autoridades de saúde, é, sem sombra de dúvidas, o melhor caminho para que a pandemia mundial do Covid-19 não se transforme numa pandemia brasileira com números incalculáveis de contaminados e mortos país.

Só digo uma coisa, Bolsonaro, #VamosContinuarEmCasa, por amor, por respeito ao todos nós e pela vida, acima de tudo. #FiqueemCasa

PREFEITO NA CONTRAMÃO DA PANDEMIA

Em São Lourenço da Mata, cidade da Região Metropolitana do Recife, o prefeito Bruno Ribeiro parece que esqueceu dos decretos de proibição de aglomerações, diante da pandemia da Covid-19. Em nota postada na página de notícias no Facebook, São Lourenço Notícias 24 Horas, o gestor municipal foi flagrado num encontro que juntou um bocado de gente, em plena vigência dos decretos do governador Paulo Câmara, que orientou evitar reuniões com mais de 10 pessoas. Veja a nota da página:

PREFEITO BRUNO PEREIRA E VEREADOR MANGA IGNORAM CORONAVÍRUS E FAZEM EVENTO DE ENTREGA DE TRATOR DO GOVERNO FEDERAL

Na ânsia de mostrar que está fazendo algo pelo município, o prefeito Bruno Pereira junto ao vereador Antonio Manga realizaram um evento nessa quinta (19/03), para a entrega de um trator adquirido pelo Governo Federal e repassado ao município.

O evento ocorreu na Rua do Rosário e teve a participação de 30 pessoas, considerando uma aglomeração e colocando a saúde das pessoas em risco.

É bronca!!!!

AME’s COMO MINI-HOSPITAIS

Julio Lóssio, ex-prefeito de Petrolina, maior cidade do sertão pernambucano, mostrou que na hora de uma crise de saúde como essa da Covid-19, as brigas política devem ficar em segundo plano. Lóssio que é médico, um gesto de ajuda ao prefeito Miguel Coelho, seu adversário política na cidade, sugeriu ao gestor que transformasse as 22 AMEs – Unidades Especializadas de Saúde – construídas em sua administração, em mini-hospitais, para atender casos do Coronavírus no município.

Segundo Julio, seria uma forma de evitar lotar os hospitais em situação de emergência de saúde pública como a atual, deixando esses espaços para casos graves. Lóssio fez a sugestão a Miguel num post publicado em suas redes sociais.

E OS TRABALHADORES DA FRUTICULTURA?

Outro destaque da semana. Trabalhadores assalariados da fruticultura irrigada em Petrolina, sertão do São Francisco, continuaram trabalhando normalmente, sem cobertura nenhuma de decretos, estadual ou municipal, visando a proteção contra o Coronavírus.

O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais, na pessoa da presidente Leninha, contestou e cobrou posição dos entes governamentais, já que com o Sindicato dos Produtores não houve avanço para retirada dos trabalhadores do campo. Por outro lado, Jailson Lira, presidente do sindicato patronal, argumentou que houve um acordo com a representação dos trabalhadores que pontuou algumas solicitações de proteção e segurança sanitária aos associados da entidade e que, segundo informou, foram todas cumpridas.

“Não podemos parar uma plantação por 15 dias, a planta não resiste e os prejuízos podem ser enormes para quem contrata e quem é contratado”, justificou Jailson, demonstrando que pelo visto, a exposição da classe  trabalhadora continuará, mesmo com os riscos do Covid-19 presente.

JANELA SE FECHANDO

A semana que começa é a última para as filiações e mudanças de partido de quem tem mandato para disputar as vagas para prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. O prazo termina dia 3 e a corrida de arrumação das chapas de corrida aos legislativos, deve deixar a semana ainda menor. Cuida!

REPUBLICANOS E MDB REFORÇADOS

Zenildo disse que segue firme para emplacar mais um mandato (Foto-divulgação)
Alvorlande, Pedrinho, Alex de Jesus e Bira (Foto-divulgação)

E como a janela está bem perto de se fechar, partidos como o Republicanos e o MDB, de Petrolina, no sertão de PE, se reforçam para encarar a corrida eleitoral de 2020. No Republicanos, capitaneados pelos vereadores Alvorlande Cruz, Ale de Jesus e Rodrigo Araújo, a legenda trouxe nomes que irão somar e brigar por mais vagas da sigla na Câmara Municipal. Lideranças comunitárias como Pedro Caldas (Cubape) e Bira, assinaram as fichas de filiação no Republicanos essa semana. Pelo MDB, partido do prefeito Miguel Coelho, Aero Cruz, vereador líder do governo no poder legislativo, e Zenildo do Alto do Cocar que integra a bancada da situação também, estão firmes no MDB, saindo do PSB e sem temer o conhecido ‘chapão da morte’.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar