Bastidor (Cinara Marques)ColunasPolítica

BASTIDOR: Eita! Prefeito da Região Metropolitana do Recife reduz salário dele e dos cargos comissionados para ajudar no combate ao Covid-19

Bruno Pereira, de São Lourenço da Mata, cortou pela metade seus vencimentos e 25% dos salários dos cargos comissionados, além de demais gratificações, exceto servidores que estão na linha de frente da pandemia na cidade. Será que essa moda pega???

#TRIBUNNAPandemiaCovid19     BASTIDOR por Cinara Marques

 

Olha só essa notícia. O prefeito da cidade de São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife, baixou decreto reduzindo pela metade o seus salário e em 25% os vencimentos de todos os cargoso de confiança, Bruno Pereira também cortou gratificações e auxílios concedidos pela gestão aos funcionários.

Ficaram de fora da redução, os servidores que estão na linha de frente do combate ao Covid-19 no município de mais de 100 mil habitantes, a ‘terra da Arena de Pernambuco’ e que teve confirmados nesta terça, dois casos do Coronavírus.

Em postagem na sua conta do instagram, Pereira explicou a medida que visa destinar recursos para combater avanço do vírus no município. Confira:

“Como medida para economizar gastos, devido à estagnação dos setores econômicos e concentrar a receita da cidade na área da saúde, durante a situação de emergência por conta do avanço do novo coronavírus, assinei nesta segunda-feira (30), o novo Decreto Municipal Nº 115/2020, que reduz em 50% meu salário e 25% de todo secretariado; além de cortar todas as gratificações e auxílio alimentação dos funcionários da Prefeitura, com exceção, dos profissionais que estão trabalhando na linha de frente da pandemia. Seguimos com o trabalho e esperamos que o momento emergencial seja resolvido o quanto antes”.

Segundo o prefeito, os valores serão aplicados para promover adaptações de salas especiais no hospital municipal, compra de medicamentos e de novos equipamentos, como por exemplo, os de Proteção Individual (EPI’s), para auxiliar o trabalho dos funcionários da saúde.

“Com as medidas pretendemos intensificar o combate à Covid-19 e garantir mais assistência médica aos infectados na cidade, que até o momento apresenta apenas um caso confirmado”, disse Bruno.

As novas medidas começarão a ter validade já em abril. “Inicialmente colocamos sua validade para um mês, mas poderemos prorrogar, caso a crise se agrave. A folha salarial do mês de abril já foi antecipada para os aposentados e pensionistas, que na sua maioria são idosos, e estão no grupo de risco do vírus; e os profissionais contratados e efetivos da saúde, que receberam na última sexta-feira (27)”, finalizou Bruno.

Menino, já pensasse se essa moda pega!!!!! Taí uma medida prática de apoio as ações para retardar esse avanço da infecção da Covid-19 em nossas cidades. E aí, senhores prefeitos e prefeitas, governadores e governadoras, presidente, ministros e ministras, deputados, deputadas, senadores, senadoras, vereadores e vereadoras, dá para seguir o exemplo?????

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar