EleiçõesPolítica

Em Petrolina, oposição pode juntar Julio Lóssio e Gabriel Menezes numa chapa majoritária

Dupla é ferrenha opositora ao governo de Miguel Coelho que disputará a reeleição pelo MDB.

#TRIBUNNAEleições2020     –    Por Cinara Marques

A nossa redação teve acesso a algumas informações nessa reta final de ‘janela partidária’, filiações para as eleições 2020, seja no campo proporcional seja na formação de chapas majoritárias. O prazo, segundo o calendário eleitoral em vigência, termina hoje, dia 3 de abril.

Lóssio governou Petrolina entre 2008 e 2016

Conforme uma fonte, o vereador Gabriel Menezes, do PSL, forte opositor ao prefeito Miguel Coelho, MDB, em Petrolina (Sertão do São Francisco) que caminha para disputar a reeleição, não teria construído as condições necessárias para formar a sua chapa de vereadores.

Diante dessa dificuldade, o caminho seria ocupar a vaga de vice-prefeito ao lado do ex-prefeito Julio Lóssio que deve se candidatar novamente, agora pelo PSD. A fonte confidenciou ainda que Lóssio também estaria tendo dificuldade na formação dos candidatos ao parlamento municipal, vindo daí essa união com o ‘vaqueiro’. Julio e Gabriel, será que essa ‘chapa está esquentando’?

O fato é que segundo as informações que chegam a nossa redação, a construção passaria pela cúpula do PSL, por meio do presidente Marcos Amaral, com as condições já postas para a formação dessa parceria Lóssio e Gabriel.

Se confirmada a informação, a disputa eleitoral em Petrolina, maior colégio eleitoral do sertão e quinto no estado, ficaria ainda mais interessante com o advento de um possível segundo turno que a cidade pode ter pela primeira vez em sua história política.

Gabriel une a turma de pré-candidatos proporcionais do PSL numa aliança com o PSD do ex-prefeito Julio Lóssio, fortalecendo a chapa. Como o ‘vaqueiro’ sempre se colocou como ferrenho opositor ao instituto da reeleição, frisando essa posição desde o começo de sua entrada na Câmara de Petrolina, a costura tem sentido.

Vereador Gabriel Menezes (Foto: Jean Brito-divulgação)

Em 2018, Gabriel foi candidato a deputado estadual e teve um votação de destaque, chegando a primeiro suplente de sua coligação. Agora o caminho seria majoritário. A construção pode está sendo bem encaminhada, com Dr. Julio e Gabriel se juntando para fazer frente pela oposição à reeleição de Miguel Coelho.

Como o relógio não para, a resposta dessa união pode ser questão de tempo. A conferir.

A oposição em Petrolina deve ter ainda na disputa para a Prefeitura, o ex-deputado Odacy Amorim, atual presidente do IPA (Instituto Agronômico de Pernambuco), confirmado nesta quinta, 2, como pré-candidato do PT pela terceira vez; o deputado estadual Lucas Ramos, PSB e pelo Psol, o médico Marcos Ortopedista, ex-PT. (Com Blog do Banana)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar