LocalPernambucoPolítica

Tragédia sanitária do coronavírus faz a primeira morte em Petrolina e os números de casos continuam subindo em PE e no Brasil

#TRIBUNNAPandemiaCovid19

Na atualização dessa tragédia sanitária chamada de novo coronavírus, Petrolina agora integra a lista de cidades do estado com óbitos da doença. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde nesta segunda-feira, 4, a principal cidade do sertão teve seu primeiro óbito, um paciente de 27 anos que estava internado na UPA e havia sido transferido para o Hospital Regional de Juazeiro/BA. Ele tinha doença crônica.

O paciente foi regulado domingo (3) para o Hospital Regional por outro agravo de saúde. Durante o internamento no hospital baiano ele apresentou insuficiência respiratória, foi testado para Covid-19 e acusou positivo.

Também nesta segunda-feira, a Prefeitura de Petrolina registrou a morte de uma menina de 11 anos que estava internada no Hospital Dom Malan (HDM)/Imip e foi notificada como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Ela tinha cardiomegalia (crescimento do tamanho do coração em proporções anormais) e nesta segunda apresentou sintomas respiratórios.

Foi coletado o material biológico e enviado para o laboratório do governo do estado. Não há ainda confirmação do tipo de síndrome respiratória. A prefeitura aguarda resultado do exame de laboratório do Estado.

NÚMEROS

Com a morte do paciente por Covid-19 e mais um caso registrado por testagem rápida nesta segunda-feira, o total de pacientes infectados chega a 51. Agora são 35 casos confirmados através dos testes rápidos da prefeitura e 16 diagnosticados pelo laboratório do governo do estado. Já são 16 casos considerados curados clinicamente.

Quanto aos dados relacionados à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), o boletim aponta que 20 casos são investigados e 30 foram descartados. Confirmados somam 9 casos, além de um óbito.

PERNAMBUCO

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta segunda (4), 220 novos casos de Covid-19 no Estado – são 8.863 no total. Entre aqueles confirmados hoje (4), 126 se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 94 são casos leves.

Do total de 8.863 casos já confirmados em Pernambuco, 5.470 são graves e 3.393 leves. Dos casos graves, 2.040 evoluíram bem, receberam alta hospitalar e estão em isolamento domiciliar.

Outros 1.504 estão internados, sendo 223 em UTI e 1.281 em leitos de enfermaria, tanto na rede pública quanto privada.

O boletim aponta que 1.235 pessoas já estão recuperadas da doença. Também foram computados 39 novos óbitos, totalizando 691.

BRASIL

O Ministério da Saúde registrou 107.780 casos de coronavírus e 7.321 mortes provocadas pela doença no Brasil até as 20h desta segunda-feira (4), segundo informações que foram atualizadas e repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde todo o país.

São consideradas recuperadas após contraírem a doença 45.815 pessoas, o que representa 42,5% do total de casos confirmados. Atualmente, estão em acompanhamento outras 54.644 pessoas (50,7%) e 1.427 óbitos permanecem em investigação.

Nas últimas 24 horas foram 6.633 casos novos e 296 novos óbitos, sendo que a maior parte é referente a outros períodos, mas foi inscrita entre domingo e segunda-feira.

Apesar de muitos municípios do país ainda não registrarem casos da doença, de forma geral, o coronavírus está presente em todos os estados do país. Atualmente, São Paulo concentra a maior parte das notificações, com 32.187 casos e 2.654 mortes.

Rio de Janeiro aparece em segundo lugar, com 11.721 casos e 1.065 óbitos. O estado que registra menos notificações é Tocantins, com 267 confirmações de casos e seis mortes.

60 ANOS

Pessoas acima de 60 anos se enquadram no grupo de risco, mesmo que não tenham nenhum problema de saúde associado. Além disso, pessoas de qualquer idade que tenham doenças pré-existentes, como cardiopatia, diabetes, pneumopatia, doença neurológica ou renal, imunodepressão, obesidade, asma, entre outras, também precisam redobrar os cuidados nas medidas de prevenção ao coronavírus. (Com Agência Saúde)

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar