ColunasNotícias do ParlamentoPolítica

Entra na pauta da sessão da Câmara desta terça, 30, PL que mantém nome de Ana das Carrancas no Pátio de Eventos de Petrolina/PE

Por Notícias do Parlamento

Com Portal da Câmara de Petrolina – Depois da parada do feriado de São João, os vereadores de Petrolina-PE, no sertão, retomam nesta terça, 30, as sessões remotas transmitidas no canal do youtube da Câmara Municipal.

A pauta vem bem movimentada com vários projetos de lei, de decreto legislativo, requerimentos e indicações.

Um dos destaques da reunião legislativa desta terça é o Projeto de Lei 034/2020 que denomina o novo Pátio de Eventos na Av. das Nações, próximo a bairro Km 2 – de Pátio de Eventos Ana das Carrancas.

O espaço de eventos está sendo construído no terreno do antigo Ceape. Segundo o PL, de autoria do vereador Alvorlande Cruz, do partido Republicanos, “a homenagem ora prestada é o reconhecimento da Câmara Municipal de Petrolina, pelos relevantes serviços prestados na área da cultura e que fez história no Município, no Estado,  no Brasil e até no Exterior como a Dama do Barro.”

Segundo o autor da proposta, o projeto de lei objetiva prestar uma justa homenagem a uma pessoa que se destacou na área cultural e fez história no Município, no Estado, no Brasil e até no Exterior.

“Ela merece ser lembrada, perpetuando assim o seu nome, por isso quero me referir à Dama do Barro, a nossa eterna e inesquecível Ana das Carrancas”, justificou Alvorlande.

Apesar do antigo pátio de shows da cidade já ter o nome da ‘Dama do Barro’, como o equipamento em obras é novo, tem que ser apresentado um novo projeto de lei no legislativo municipal, conforme a Lei Orgânica e o Regimento da Câmara, para que a homenagem seja mantida.

HOMENAGEADA

Ana Leopoldina dos Santos, conhecida como Ana das Carrancas, filha de artesã e agricultor, nasceu em 1923, em Santa Filomena, então distrito de Ouricuri, Pernambuco. Na sua infância tinha o barro como atrativo para suas brincadeiras. Aos sete anos de idade começou a fazer panelas, potes, brinquedos, boi-zebus, cavalinhos e santos para a lapinha, para ajudar a sua mãe, que há muito tempo confeccionava utensílios de barro e vendia na feira, para garantir o sustento da família.

 Ana casou-se aos 22 anos com um pedreiro, mas ficou viúva muito cedo. Desta união restaram duas filhas. Passando-se pouco mais de um ano, ela casou-se novamente com José Vicente de Barros.

Em toda sua história de carranqueira teve oportunidade de participar de feiras e exposições em vários estados brasileiros, e suas peças são reconhecidas internacionalmente, principalmente na Europa.

 Ana das Carrancas faleceu em 1º de outubro de 2008, na cidade de Petrolina, Pernambuco.

 

 

Portal Tribunna-Cinara Marques

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar