Bastidor (Cinara Marques)Política

Moradores da Areia Branca cobram recuperação de 100% das ruas do bairro

BASTIDOR por Cinara Marques

Um dos bairros mais antigos de Petrolina, cartão postal, centro gastronômico de vale do São Francisco. O bairro Areia Branca é de grande importância para a cidade de Petrolina-PE, especialmente para a geração de impostos, mas ao mesmo tempo que o lugar faz o dinheiro circular, aquece a economia petrolinense e tem um dos IPTU mais caros também, as condições de suas ruas tem uma demanda antiga de recuperação, com calçamentos que viraram verdadeiras armadilhas para seus moradores, numa situação que só piorou ao longo doa mais de 40 anos do bairro.

Neste mês de junho, o prefeito Miguel Coelho iniciou a recuperação de algumas vias, inserindo a pavimentação asfáltica, mas diferente do que o próprio gestor Miguel Coelho, MDB, se comprometeu com vereadores que atuam no bairro como Maria Elena , MDB, e Ronaldo Silva, DEM, o projeto desse capeamento contemplará segundo anunciado, apenas 35 ruas, ficando fora, diga-se de passagem, ruas em condições bem piores das que estão na lista e que foram contempladas.

As moradoras do bairro, Maria Leuzina e Cibele Lima, não creem que suas ruas não serão atendidas e cobram o serviço não só onde moram, mas em todo o bairro que necessita desse serviço. Elas que residem na Cohab II um dos conjuntos habitacionais inseridos na Areia Branca, frisam que a parte pioneira do bairro, conhecida como Areia Branca Velha, é a mais danificada e deveria ser priorizada nessa ação de capeamento.

Aqui uma das 35 ruas da lista vip da prefeitura para receber a melhoria na Areia Branca que tem que vir para todas as vias, assim que deve ser o serviço

“Nosso bairro é turístico, cartão postal, deve ser apresentado e mantido da melhor forma, pois atrai gente que deixa dinheiro na cidade. Além disso, existem muitos idosos, gente que mora há mais de 40 anos e que estão impedidos de transitar pelas ruas, diante de uma mobilidade danificada nesses calçamentos que se transformaram em verdadeiras armadilhas para nos, moradores”, disse Cibele Lima.

“A gente apela ao prefeito Miguel Coelho que faça um programa de recuperação total de todas as ruas da Areia Branca, urbanização dos canteiros das avenidas como a Avenida do Cajueiro e complemento da Avenida Paraíba. São demandas antigas da gente e necessárias, pois pagamos um imposto caro por aqui. Se foi dito pelo prefeito 100%, então tem que ser 100%”, atesta Dona Leuzina.

BODÓDROMO

Nesta quinta, 25, o prefeito Miguel Coelho e comitiva, levaram o ministro do Turismo do atual governo federal para conhecer o que eles batizaram de revitalização do Bodódromo, Bom, na minha humilde opinião, revitalizar significa melhorar totalmente uma estrutura desgastada. Ate então o que foi feito foi só trocar pavimento. Acho que pelo estado do principal centro gastronômico do Vale do São Francisco, ainda falta muito coisa para se chamar, troca de calçadas de REVITALIZAÇÃO do Bodódromo.

FEIRA

O bairro Areia Branca tem outro problema bem antigo, de pelo menos 20 anos. É necessária e urgente, a requalificação da feira do bairro, a mais frequentada de Petrolina, onde se movimenta muito dinheiro agora apenas as sábados, diante da pandemia, mas em períodos normais, atrai gente de todo canto da cidade e de municípios vizinhos, aos sábados e domingos. Ao longo dos anos, a estrutura da feira foi ficando cada vez mais comprometida, a organização dos feirantes, idem, e o que se vê hoje e um centro comercial importante, em condições estruturais precárias, cada dia pior. Um espaço que virou armadilha também para os moradores mais ‘experientes’. Ainda bem que eles estão ficando em casa, agora, devido ao vírus, assim se evita o risco que deixaria de existir em pouco tempo, caso o programa de revitalização de feiras livres da gestão municipal, tivesse saído papel, promessa não cumprida ate o momento pelo prefeito Miguel Coelho.

Tags

Artigos relacionados

2 pensamentos “Moradores da Areia Branca cobram recuperação de 100% das ruas do bairro”

  1. Parabéns pela matéria, Cinara Marques!!!
    Gostaria de chamar a atenção para a higiene da Feira de Areia Branca. Conversei com feirantes e me afirmaram categoricamente que o espaço nunca é lavado. Segundo eles, os impostos são pagos regularmente e exigem a lavagem do piso da Feira pelo menos a cada quinze dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar