BahiaLocalPernambucoPolítica

Decretos: Petrolina/PE e Juazeiro/BA retomam atividades econômicas nesta segunda, 27

Segundo o prefeito Miguel Coelho, MDB, de Petrolina, houve um consenso entre ele e Paulo Bomfim, PT, prefeito da vizinha cidade baiana, para que ambos reabrissem as atividades como o comércio, ao mesmo tempo. Petrolina e Juazeiro são quase uma cidade só, muito próximas e unida pelo Rio São Francisco.

Com ASCOM Prefeituras – Esta segunda, 27, será marcada pelo fim do isolamento social e reabertura das atividades econômicas e de lazer com todas as recomendações sanitárias de combate ao novo coronavírus, em Petrolina, maior cidade do sertão de Pernambuco, e Juazeiro, principal município do norte baiano.

Em uma live em sua conta no instagram neste sábado, 25, o prefeito Miguel Coelho,MDB, de Petrolina, anunciou a volta de atividades com as devidas recomendações de convivência com a Covid-19, no comércio e áreas de lazer como o Parque Josepha Coelho e o Complexo Turístico da Porta do Rio.

No mesmo dia, o prefeito de Juazeiro, Paulo Bomffim, do PT, divulgou o calendário de reabertura do comércio e fim do toque de recolher na cidade que fica cerca de 900 metros distante de Petrolina, unidas pelo Rio São Francisco e a Ponte Presidente Dutra.

Na live, Miguel registrou que tinha tido uma conversa com Bomfim para que as medidas de enfrentamento à pandemia passassem a ser discutidas em parceria, já que uma cidade vive muito o cotidiano da outra e vice-versa.

“Fiz esse pedido e por isso o prefeito Paulo Bomfim resolveu aguardar um pouco para que pudêssemos retomar as atividades conjuntamente”, pontuou Miguel Coelho em sua conversa com os seguidores de sua conta no instagram e demais petrolinenses.

CONFIRA PLANO DE REABERTURA DA ECONOMIA EM PETROLINA::

Comércio varejista – pode funcionar das 9h às 18h com capacidade de 1 cliente a cada 10 metros quadrados. O plano proíbe a realização de apresentações culturais ou de outro gênero que cause aglomeração. Também está vetado o consumo de produtos alimentícios dentro do estabelecimento comercial;

Shopping – liberado o funcionamento das 10h às 20h com limite de 1 cliente a cada 10 metros quadrados. Praça de alimentação e restaurantes seguem sem autorização de atender o público, com liberação apenas para entrega em domicílio ou coleta;

Feiras livres – autorizada a retomada das feiras com distanciamento entre as bancas e medidas de higienização. O calendário de feiras volta a ter um dia específico para cada bairro;

Parque Josepha Coelho – volta a funcionar, entre as 5h e 22h, com obrigatoriedade de uso de máscaras. Recomendação para não utilizar o espaço para atividades coletivas, como esportes, dança e corridas em grupo;

Orla, Porta do Rio e pistas de caminhadas – serão desbloqueadas para uso do público. A orientação, contudo, é não promover corridas, passeios e demais atividades em grupos, restringindo assim apenas a uso individual ou com um parceiro;

Salões de beleza – deve seguir o atendimento de clientes apenas com horário  agendado. Além disso, salões, barbearias, clínicas de estética e afins devem ter espaçamento de 1,5 metro entre as bancadas de atendimento;

Prefeitura – volta a realizar atendimento ao público na sede administrativa. Cada secretaria terá um regime de funcionamento determinado pelo gestor da pasta, com recomendação de limite para 50% do público habitual e priorização do teleatendimento;

Construção civil – liberada 100%, mas com distanciamento de 1,5 metro entre os trabalhadores;

Clubes sociais –  permitida a prática de  atividades esportivas em modalidades individuais, exceto lutas, em clubes sociais. O uso deve seguir protocolos de higienização;

Templos religiosos – missas, cultos e demais celebrações religiosas devem limitar o público a 30% de sua capacidade, podendo chegar ao limite de 50 pessoas nos templos de até mil lugares e 300 pessoas nos locais com capacidade acima de mil lugares. O plano estadual ainda recomenda um intervalo mínimo de três horas entre as celebrações e evitar práticas de aproximação entre as pessoas com contato físico, como dar as mãos, beijos, abraços, apertos de mãos, entre outros;

Restaurantes e bares – seguem fechados com serviço de entrega em domicílio  liberado. Todo o Sertão segue, portanto, sem autorização para avançar a uma nova fase;

Academias – o Sertão segue com as atividades proibidas em academias, boxes de crossfit e afins.

Paço Municipal, sede do governo em Juazeiro/BA (Foto-ASCOM)

JUAZEIRO

Paulo Bomfim anunciou neste sábado a retomada das atividades comerciais e confirmou que a medida foi adotada de forma conjunta com a vizinha cidade de Petrolina.

“Temos dialogado com o prefeito Miguel Coelho para caminharmos em sintonia uma vez que as duas cidades são vizinhas, compartilham as redes de saúde e têm constante interação entre as populações”, declarou o prefeito de Juazeiro..

O novo plano de reabertura do comércio da cidade para a retoma as atividades, atende os critérios da segunda fase do plano anterior, com algumas alterações. A prefeitura tem trabalhado pela ampliação de leitos de UTI e conta com a parceria do Governo do Estado neste objetivo.

“Esta semana entram em funcionamento dez novos leitos de UTI no Hospital Regional, trazendo a ocupação para a casa dos 70%, e outros vinte leitos de unidade de tratamento intensivo estão sendo aguardados para meados de agosto com a inauguração do Unacon. A Prefeitura de Juazeiro também já iniciou as instalações do seu hospital de campanha. Isto nos traz uma retaguarda que permite a reabertura das atividades comercias”, declarou o prefeito Paulo Bomfim.

PLANO DE RETOMADA DA ECONOMIA DE JUAZEIRO

27 DE JULHO – Lojas em geral, óticas, suplementos, produtos naturais e outros estabelecimentos de áreas não essenciais poderão funcionar – exceto nos feriados. Também volta a funcionar o sistema de estacionamentos rotativos (zona azul).

CRITÉRIOS DE FUNCIONAMENTO

Todas as lojas e empreendimentos comerciais dos diversos segmentos deverão autorizar a permanência de, no máximo, um cliente para cada 12,5 metros quadrados do imóvel e adotar medidas de higiene e proteção:

– Aferição da temperatura na entrada das lojas;

– Exigência do uso de máscara para todos os clientes e funcionários;

– Demarcação de posicionamento das pessoas nas filas, com distância mínima de 2 metros entre elas;

– Proibição de consumo de produtos no interior dos estabelecimentos;

– Fornecimento de álcool em gel para clientes e funcionários;

– O comércio varejista de rua também deve controlar o efetivo de trabalhadores:

Apenas empresas com até quatro funcionários poderão funcionar com 100% do pessoal. Para as lojas com mais de cinco funcionários, são exigidos rodízios do efetivo, que variam de acordo com o tamanho da empresa. Para o caso das lojas que possuam entre 10 e 20 funcionários, efetivo de 50% por dia; entre 21 e 49, 40% do efetivo; a partir de 50 funcionários, no máximo, 30% do efetivo.

– Pessoas acima dos 60 anos e crianças abaixo dos 12 anos de idade não poderão frequentar estes empreendimentos. Os estabelecimentos deverão orientar, através de cartazes, que portadores de doenças crônicas também não deverão frequentá-los no período da pandemia.

OUTRAS ATIVIDADES

Cultos, missas e outras celebrações religiosas poderão acontecer, desde que, com ocupação máxima de 40% dos espaços disponíveis, controle no acesso, distanciamento mínimo de 2 metros entre as cadeiras ou ocupantes dos assentos em bancos, disponibilização de álcool em gel na entrada e saída, além do uso de máscaras por todos os presentes.

Recomenda-se que pessoas acima dos 60 anos, portadores de doenças crônicas e crianças abaixo dos 12 anos de idade não frequentem as celebrações no período da pandemia.

Feiras, mercados, salões de beleza e barbearias, funcionarão no horário comercial convencional. Shoppings abrirão das 12h às 20h e galerias no horário comercial. A partir do dia 30 de julho, após o fim do toque de recolher, o Shopping poderá funcionar até às 20h.

Os shoppings e galerias deverão seguir, em suas lojas, os mesmos critérios de distanciamento, uso de máscaras e álcool em gel estabelecidos para o comércio de rua. A praça de alimentação só poderá funcionar em sistema delivery ou retirada no balcão, não sendo permitido o consumo dentro do shopping.

O controle de temperatura deverá ser feito na entrada destes empreendimentos. Recomenda-se que pessoas acima dos 60 anos e crianças abaixo dos 12 anos de idade não frequentem as lojas. Cartazes deverão orientar que portadores de doenças crônicas também não devem frequentar os estabelecimentos no período da pandemia.

Salões de beleza e barbearias deverão funcionar através de agendamento e garantia da distância mínima de 2 metros, além de uso de máscaras, luvas e álcool em gel.

10 DE AGOSTO

Academias de ginástica, restaurantes, bares e lanchonetes.

Bares e restaurantes deverão funcionar com, no máximo, 30% da ocupação de mesas e cadeiras, controlando o distanciamento mínimo de 2 metros entre as mesas;

As academias de ginástica deverão funcionar também fazendo o controle de temperatura no acesso, permissão de ocupação de apenas 30% da sua capacidade, higienização permanente dos equipamentos, exigência do uso de máscaras e luvas pelos profissionais e frequentadores.

Outros segmentos

– Permanece proibida a aglomeração de pessoas em praças, e parques, além de eventos públicos ou particulares.

O QUE NÃO PODE FUNCIONAR

– Casas noturnas, boates e similares;

– Teatros, cinemas e demais casas de evento;

Clubes, associações recreativas e afins, áreas comuns, playground, complexos de lazer, pista de skate e complexos esportivos;

– Aulas presenciais.

 

 

 

 

 

 

Portal Tribunna

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar