LocalPernambucoPolítica

Mais de 90% de novos casos de coronavírus foram considerados leves neste domingo em PE

Com Ascom – A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, neste domingo (26/07), 1.714 novos casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, apenas 108 (6%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Todos os outros 1.606 casos (94%) são leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou até mesmo já curados. Agora, Pernambuco totaliza 88.466 casos já confirmados, sendo 22.963 graves e 65.503 leves.

Além disso, o boletim registra um total de 65.177 pessoas recuperadas da doença. Desse total, 12.252 são de casos graves, que demandaram leitos no sistema de saúde, e 52.925 casos leves. Os casos graves confirmados da doença estão distribuídos por 181 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha e da  ocorrência de pacientes e outros Estados e países.

As mortes registradas no boletim de domingo ocorreram entre 12 de maio e 25 de julho. Do total de mortes no informe de hoje, 32 (60%) ocorreram de 12/05 a 21/07. As outras 21 (40%) ocorreram nos últimos 3 dias, sendo 2 mortes no dia 23/07, 10 no dia 24/07 e 9 registradas no dia de ontem (25/07).

Os pacientes tinham idades entre 33 e 100 anos. As faixas etárias são: 30 a 39 (1), 40 a 49 (3), 50 a 59 (7), 60 a 69 (10), 70 a 79 (12), 80 anos ou mais (20).

Dos 53 pacientes que vieram a óbito, 40 apresentavam comorbidades confirmadas: doença cardiovascular (18), hipertensão (18), diabetes (17), obesidade (5), tabagismo/histórico de tabagismo (5), doença renal (5), doença respiratória (3), histórico de AVC (2), etilismo (2) e doença pulmonar (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Um paciente não tinha comorbidades relatadas e os demais estão em investigação.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 18.584 casos foram confirmados e 25.045 descartados. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.

 

 

 

 

 

Portal Tribunna

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar