LocalPernambucoPolítica

Araripina e Ouricuri entram em quarentena rígida e recuam no plano de convivência com a Covid-19

O governo decretou o recuo nas duas maiores cidades da região do Araripe e onde a população culpa os gestores por não terem pulso no cumprimentos das medidas de proteção contra o avanço da doença.

Sem fazer o dever de casa? As duas das maiores cidades do Sertão do Araripe, Araripina e Ouricuri, estão recuando no enfrentamento contra a Covid-19. O O Governo de Pernambuco decretou, nesta terça-feira (04.08), o recuo da Etapa 4 para a Etapa 2 do Plano de Convivência com a Covid-19 nos municípios que integram a IX Gerência Regional de Saúde.

O período de isolamento social rígido valerá de 7 a 16 de agosto, quando os dois municípios do Sertão do Araripe terão restrição do funcionamento do comércio apenas aos serviços essenciais. A medida foi tomada em decorrência do aumento no número de casos da doença na região. Segundos dados do governo, as duas cidades concentram 70% de todos os casos da regional de saúde que atende o Araripe.

O secretário estadual de Saúde, André Longo, esclareceu que, na direção contrária a da Região Metropolitana do Recife (RMR), foi observado um crescimento do número de solicitações de UTIs para casos suspeitos na 4ª Macroregião de Saúde, da qual Araripina e Ouricuri fazem parte. “Com relação aos casos na semana passada, foram 134 ocorrências de SRAG, sendo quase 60% na nona Geres, que compreende o Araripe”, explicou Longo, ressaltando que as duas cidades concentram 70% de todos os casos da regional, com um total de 52 registrados na última semana.

Ainda de acordo com o secretário, na Semana Epidemiológica (SE) 23 a região apresentou 13 casos suspeitos da doença, enquanto na SE 31 foram notificados 77 casos suspeitos. “Sempre ressaltamos que, caso fosse necessário para salvar vidas, daríamos um passo atrás. Portanto, precisamos que, durante esses dias, a população só saia de casa para o que for verdadeiramente essencial. Temos que reforçar essas atitudes de prevenção para que tenhamos um resultado positivo após esse período”, afirmou.

MAIS LEITOS

Entre as medidas do Governo do Estado para ampliar a capacidade de atendimento da Rede Pública está a abertura de mais dez leitos de UTI para os usuários do SUS no Hospital Santa Maria – unidade filantrópica das Medianeiras da Paz, em Araripina. Além disso, nos próximos dias, oito leitos de enfermaria do Hospital Regional de Ouricuri serão transformados em vagas de UTI. Atualmente, nas duas cidades, existem 82 leitos dedicados à Covid-19, sendo 20 de UTI.

GESTORES

Apesar de medidas de prevenção como uso de máscaras, já virarem até lei obrigatória em todo o estado, fontes do PORTAL TRIBUNNA informaram que o prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel, tem sido flagrado em vários momento sem usar a proteção.

No caso de Ouricuri, Ricardo Ramos também já foi visto em reuniões, também sem máscara e isso não é bom exemplo para a população.

Também dizem que a população acusa o gestor de Araripina de não ter pulso forte para que o isolamento e o distanciamento social sejam cumpridos e obedecidos e o resultado, é o aumento de casos sem controle, culminando nessa medida mais dura por parte do governo estadual para frear o avanço preocupante da doença na ‘capital do araripe’. Com a resposta, os devidos gestores e o nosso espaço estar aberto para os devidos esclarecimentos.

 

 

Fotos: Pedro Menezes/SEI

Portal Tribunna

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar